Os trajes típicos são os usados pelos pescadores da Póvoa nos finais do século XIX, e neles predomina a “branqueta” (fazenda de lã branca) nas saias e nas calças. Os homens utilizam ainda a famosa camisola de lã branca, bordada a ponto de cruz com motivos marítimos, que as raparigas ofereciam aos namorados. Hoje em dia as camisolas tradicionais poveiras são destinadas unicamente aos turistas, como recordação, e aos grupos folclóricos. 

 

Traje de Tricana

A Tricana poveira era uma moça que trabalhava como assistente de uma costureira. A Tricana usava uma blusa, um avental, um xaile no Inverno e chinelas nos pés. Nas épocas de luto usavam um lenço preto na cabeça. Utilizado tradicionalmente nas festas de São Pedro, os trajes das componentes das rusgas sofreram grandes transformações: os aventais aparecem mais requintados - alguns com bordados dourados -, as blusas mais rebuscadas, os lenços mais trabalhados e as saias e chinelos com excelente apresentação. 

Traje de romaria e festas

O homem usava uma calça branca, colete preto, uma camisola (geralmente branca) e uma boina preta. A mulher usava uma saia colorida, um colete, um lenço colorido e um casaco.

 

 

Traje dos banheiros

Os banheiros eram homens ou mulheres que iam a “banhos” no Verão. Os homens usava calças de pano, uma camisa de linho e uma boina vermelha. As mulheres usavam saias na maioria pretas, uma camisa, um casaco de fazenda e um lenço na cabeça.

 

 

Programação

Parceiro